EUA: filmes independentes protagonizam estreias da semana




Após várias semanas marcadas por grandes estreias, as salas de cinema dos Estados Unidos abrem espaço neste fim de semana para produções independentes e de baixo orçamento como a britânica Shame, indicada para os prêmios Spirit.
O filme, dirigido por Steve McQueen e protagonizado por Michael Fassbender (Bastardos Inglórios) e Carey Mulligan (Educação), acompanha um homem que vive em silêncio sua dependência por sexo e vê sua rotina alterada quando sua irmã se muda para seu apartamento em Nova York.
Shame recebeu neste ano sete indicações aos prêmios britânicos do cinema independente e foi avaliada positivamente pela crítica americana. O sexo também é o tema central de Sleeping Beauty, um filme australiano sobre uma estudante (Emily Browning) que entra para um prostíbulo elitista onde se põe à mercê de seus clientes quando está sedada.
A história foi dirigida por Julia Leigh (The Hunter), que foi indicada à Palma de Ouro do Festival de Cannes neste ano pela direção do filme. Sem erotismo, mas com muito drama chega A Warrior's Heart, uma produção americana cujo principal chamariz é ver os atores da saga Crepúsculo, Kellan Lutz e Ashley Greene, em papéis protagonistas.
Lutz interpreta um jovem temperamental com talento para o jogo de lacrosse que após a morte do pai no Iraque é resgatado de seu caminho rumo à autodestruição quando entra em um duro acampamento dirigido por um sargento amigo da família.
Outra tragédia, neste caso originada pelo desaparecimento de uma menina de 11 anos, marca as vidas dos personagens de Answers to Nothing. O filme, dirigido por Matthew Leutwyler, tem em seu elenco Elizabeth Mitchell (Lost), Dane Cook (Instinto Secreto), Julie Benz (Dexter) e Barbara Hershey (Cisne Negro).
O México está representado por Pastorela, um thriller natalino com ação e comédia que mostra os preparativos para uma representação teatral com os atores Joaquín Cosio, Carlos Cobos, Eduardo España e a atriz Ana Serradilla.